quarta-feira, 16 de novembro de 2016

ENSAIO SOBRE O FRACASSO

                                                               




Eu queria entender o que é que faz a gente fracassar na vida? Se eu perguntasse isso para a minha mãe, ela me diria que a gente fracassa quando nasce pobre. Minha mãe tem uma visão estritamente monetária da existência humana. Se eu fizer essa mesma pergunta a um poeta, com certeza ele responderia que, fracassamos quando não aprendemos a amar direito. Mas o que significa saber amar direito? Será que alguém já amou errado algum dia? Sentimentos não são iguais para todo mundo? Teríamos que ser mais ou menos humanos que os outros para sentir diferente, eu acho. Fui perguntar ao meu Guru, o mestre Google, e sabem o que ele me respondeu? Nada. Deu-me apenas mais de uma dúzia de liks, desde pastores, até pensadores e livros de auto-ajuda para eu consultar, foi ai que entendi o que ele queria me dizer. Não existe um porque do fracasso, existem muitos porquês, dependendo dos nossos passos nesse caminho da realização.
 Um filósofo, talvez me dissesse que, o tamanho do nosso fracasso depende do tamanho dos nossos objetivos, mas não acredito que isso seja de todo verdade, porque, mesmo aquelas pessoas que já possuem tudo o que desejaram possuir, ás vezes olham para a vida dos outros e lamentam não ter o que os outros têm e isso soa como uma forma de fracasso também.
Mas não estou aqui para digavar sobre ambições desmedidas, estou falando sobre fracasso de verdade, aquela pessoa que não conseguiu nada, nada mesmo, nem o básico necessário para sobreviver com dignidade. Os mais pragmáticos diriam que são incompetentes, mas eu já vi grandes incompetentes que receberam tudo de mão beijada, da família ou dos companheiros, e se julgando o máximo porque alcançaram o sucesso, também já vi pessoas brilhantes, mendigando moedas nas praças da cidade, então, volto a perguntar: O que afinal, nos faz fracassar na vida? Falta de sorte? De oportunidade? Destino? Carma? Eu não sei. Cada um fracassa de acordo com suas escolhas, deram um rumo errado para as suas vidas ou seguem exatamente aquilo que já estava programado para elas sem que elas mesmas soubessem? Não! Eu não acredito em pré-destinos, não acho que ninguém esteja fadado a fracassar, acredito na teoria de que cada um escreve a própria história em tempo real, sem ensaios, por isso recorrem em tanto erros que vão atrasando o momento do sucesso, mas sou adepta da teoria de que só fracassa quem desiste. Como diria Che Guevara “ Vamos de derrota em derrota até a vitória final”.
No momento em que eu começar a acreditar no fracasso como lei natural da minha vida, vou começar a morrer espiritualmente, a janela o sucesso é a única luz que seguimos para alcançar o fim do túnel, aceitar o fracasso é fechar essa janela e nos perder na escuridão de uma realidade deformada pela frustração. Não posso responder por que vivemos momentos ou fases de fracasso em nossas vidas, mas posso afirmar que só saberemos o resultado de tudo no final da estrada, e tenho certeza que, enquanto nos mantivermos na luta , não há batalha perdida que tenha decidido o vencedor da guerra, se estamos lutando, sempre haverá uma chance de triunfo.