quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

PRECE DE AMOR



Peço á Deus 
que a ausência me faça etérea
como á espessura do vento
que toca o teu semblante,
e que pelo orvalho da madrugada 
eu possa deslizar em seu rosto
numa carícia reconfortante.

Que através da noite, 
o silêncio me leve ao seu pensamento
pra te fazer companhia,
e que enquanto eu velar o teu sono
que num sonho eu esteja
contigo ao nascer do dia.

Que do seu lado na cama
possa sentir o meu peito 
em seu travesseiro,
aconchegando o seu rosto
como se fossem os meus braços,
o meu colo, 
o meu cheiro...

E que envolto em seus cobertores
sinta o meu corpo 
enroscando-se ao seu,
pra que a distancia não faça
numa curva de outro corpo
o momento do nosso adeus.
Adriana Campos Marinho​