sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

RESENHA- Enquanto Espero-


Como o prometido, hoje estou publicando a resenha do livro "Enquanto Espero" de Valéria Reis Gravino, nossa primeira autora parceira do Phalavraria, com minhas considerações pessoais sobre a história. Segue baixo o texto. CONFIRAM!

LINK PARA A COMPRA DO LIVRO NA VERSÃO E-BOOK


LINK PARA A COMPRA DO LIVRO NA VERSÃO IMPRESSA:



Vitória é uma advogada recém formada muito jovem e tímida, que busca pelo seu primeiro emprego. Depois de uma adolescência dedicada aos estudos e sem grandes acontecimentos, ela anseia pelo que chama de “começar a viver de verdade”, expectativa comum para quem sempre colocou no futuro suas projeções de sucesso. Mas, ao ingressar nesse caminho de iniciação profissional Vitória descobre que o ritmo como as coisas acontecem na realidade é bem diferente daquele com o qual ela tanto contava. Sua primeira experiência, quase desastrosa, á coloca em uma posição pessimista do que poderia vir pela frente.
Com a ajuda de um amigo ela então consegue seu segundo emprego, que á priori, chega a lhe causar mais insegurança que o primeiro, pela quantidade de serviço desproporcional a remuneração oferecida, mas, será nesta empresa que enfim, Vitória começará a “viver de verdade” a sua história vida, uma história de esforço profissional, aprendizagem, amadurecimento, intrigas e amor, uma história de amor que vem a desafiar o nosso senso de desconfiança natural, e justo ela, aquela jovem pessimista, acaba por nos ensinar, que, ás vezes, vale á pena acreditar no outro, na sinceridade dos sentimentos do outro em detrimento de atitudes que nos façam pensar o contrário, especialmente quando se trata de alguém que esteja pré-destinado a entrar em nossas vidas, e como ela mesmo diz: “Vale a pena esperar para ser feliz!”


OBS: Surpreendente, é a palavra com a qual defini esta história. Confesso que á princípio, sua linguagem simples me fez sentir muito mais como se estivesse ouvindo um relato vocalizado diretamente de uma amiga íntima, sem nenhuma preocupação com a estética literária, do que propriamente lendo um livro, mas continuando a leitura, fui percebendo que aquela linguagem era justamente o que estava me cativando.


BOOK TRAILER:






O jeito coloquial como a autora nos conta a história de sua personagem na primeira pessoa, me trouxe exatamente a sensação de pessoalidade , e me levou depois, a uma fiel identificação com os sentimentos vividos pela personagem. Em resumo, posso recomendar sem medo de erro eventual, esta leitura tão leve e concisa, mas não menos tocante e profunda de “Enquanto Espero”.