terça-feira, 13 de junho de 2017

ENTREVISTA COM A AUTORA MARÍLIA GALVÃO BARBOSA



Sejam bem vindos novamente ao PHALAVRARIA. Hoje traremos para os nossos leitores, uma super entrevista com a autora MARÍLIA GALVÃO BARBOSA de SELENE E O DRAGÃO, livro que está entre os queridinhos deste Blog.

Pra quem ainda não viu, ou quiser rever, a resenha e o vídeo sobre o livro que fizemos aqui a pouco mais de uma semana, fica o link de acesso:





Agora, sem mais delongas, vamos ao que interessa. Com vocês, Marília Galvão Barbosa:


EU: Marília, como foi o início da sua carreira? Porque você decidiu se tornar escritora?


MARÍLIA: Eu sempre gostei de criar histórias e desenhar, criando personagens, e eu tinha amigas que também gostavam disso, então, começamos a criar histórias em grupo, como uma brincadeira. Só que eu comecei a imaginar outras histórias separadamente, elas precisavam sair para o mundo e eu comecei a realmente gostar cada vez mais de desenvolver essas histórias e a investir nisso cada vez mais, lendo sobre o assunto e criando mais histórias.


EU: Você foi influenciada por algum autor em especial?


MARÍLIA: Acho que principalmente Meg Cabot, pois comecei a ler mais com a série A Mediadora e li vários livros dela, especialmente no Ensino Fundamental e Médio. Mas claro que gosto de vários autores, mas ela foi especial, pois foi aquela que começou a me fazer gostar de ler.


EU: Como foi seu ingresso no mercado editorial! Você encontrou alguma dificuldade para publicar seu primeiro livro?



MARÍLIA: Desde o momento em que decidi ser escritora de verdade (no Ensino Médio), demorou muito para eu decidir publicar, pois sempre fui muito tímida e era difícil ter coragem para mostrar o que eu escrevia para as pessoas (na verdade, ainda é um pouco), mas então, depois de anos aprimorando a minha escrita, eu resolvi finalmente tentar publicar, mas já esperava que fosse difícil… Sendo assim, eu resolvi entrar num concurso da Amazon e publiquei 3 livros de forma independente. Logo em seguida, encontrei a Editora PenDragon. Eu já tinha tentado mandar alguns originais para algumas poucas editoras, e ou eu era recusada ou teria que pagar um valor muito alto para ser publicada. Com a PenDragon, foi diferente, eles cobraram um valor que eu podia pagar e seria apenas por uma tiragem de um livro, e o que me surpreendeu foi que que fui aceita bem rápido e recebi um feedback muito bom de quem avaliou o meu original. Eu também pesquisei sobre a editora para ver se ela era boa, e até agora, não me arrependo, a PenDragon e uma ótima editora.


EU: Na sua opinião, o que faz a diferença entre um Best Sellers e uma obra que vai vender alguns exemplares e cair no esquecimento?







































MARÍLIA: Essa é uma pergunta difícil, pois eu tenho duas visões sobre o assunto. A primeira (e mais séria), é divulgação e qualidade da obra, um grande exemplo disso, na minha opinião, é a autora Carina Rissi, que ficou muito conhecida em pouco tempo e acho que foi especialmente porque a escrita dela é fenomenal. A segunda é escrever hot (e divulgação), parece brincadeira, mas sempre tem um livro desses nos mais vendidos da Amazon…


EU: De onde você buscou a inspiração para as suas obras?

MARÍLIA: De tudo quanto é canto! hehehe. Mas sério, inspiração pode vir de qualquer lugar, de filmes, séries, livros, comentários de amigas, músicas, já tive ideias até na aula de canto coral da faculdade.


EU: Agora nos fale um pouco sobre as suas obras. Quantas são? E onde podemos encontra-las?



MARÍLIA: Por enquanto, tenho 3 obras publicadas, duas de forma independente, na Amazon, "Um Ano Com Você" (romance); e "A Princesa e o Pirata" (fantasia); e agora, publicado pela Pendragon no dia 20 de junho, "Selene e o Dragão" (fantasia, a venda pelo site da editora e em breve em algumas lojas como Saraiva e Submarino). Todas as minhas obras também têm degustação no Wattpad. E eu gosto de variar bastante, então, além de outros projetos de romances e fantasias, também planejo distopias e fantasias estilo steam punk e de ficção-científica.


EU: Muito bom!! Você tem algum tipo de ritual ou mania na hora de escrever? Uma maneira de organização para a escrita ou coisa assim?



MARÍLIA: Hm... tenho algumas sim, eu não consigo escrever em silêncio, eu preciso estar escutando música ou mesmo deixar a tv ligada em qualquer coisa só pra não estar no silêncio. Eu também não consigo escrever sem uma garrafinha de água do meu lado (chega num ponto que a água acaba e eu ainda fico inconscientemente pegando a garrafa até perceber que ela está vazia e eu tenho que levantar para pegar mais água). Eu também gosto muito de organizar as histórias com post-its que prego no meu armário ou na parede. Selene e o Dragão ocupou duas portas do meu armário e eu fui dividindo entre as coisas que aconteceriam nos pontos de vista da Selene e do Drake. Post-its são ótimos pra me ajudar a organizar os acontecimentos. Eu também gosto muito de imaginar os e eventos das histórias enquanto caminho ouvindo música, isso ajuda muito e cria uma playlist de músicas que me lembram dos livros e dos personagens toda vez que as escuto.


EU: Quais são seus projetos futuros? Você pretende levar o ofício de escritora pra sua vida ou tem outras prioridades profissionais?


MARÍLIA: Por enquanto, eu trabalho como professora de inglês, mas o meu sonho é poder viver da escrita, e só disso. Entendo que é difícil e dos problemas, mas estou me empenhando em aprimorar o meu trabalho como escritora para poder criar obras cada vez melhores e cativar mais público com a qualidade e diversidade (pois como falei anteriormente, tenho vários projetos futuros de vários gêneros literários diferentes). Até o final do ano, espero conseguir terminar o livro 2 de Selene e o Dragão e também um outro livro único de romance que ainda não tem título.


EU: Fico feliz por isso é coloco o Blog sempre a disposição para acompanhar o seu trabalho.



MARÍLIA: Obrigada!


EU: Pra finalizar. Qual o conselho você daria aos autores iniciantes que estão batalhando para publicar suas primeiras obras?


MARÍLIA: Saiba que é difícil e que depende muito do esforço do autor, seja melhorando na escrita, procurando leitores betas (pessoas que leem o livro antes de ser publicado), ou investindo em divulgação, mas é possível! Uma coisa que sempre me ajuda nos momentos difíceis é lembrar que JK Rowling foi recusada por diversas editoras até publicar Harry Potter, e hoje, ela é uma das pessoas mais ricas da Inglaterra! Claro que isso não acontece fácil, mas se teve tanta gente que não viu o potencial da obra dela, também vai ter gente que não vai ver o seu, mas isso não impede que você alcance seus objetivos, vira apenas mais um obstáculo a ser superado! Por fim, aos autores iniciantes, nunca pensem que sabem de tudo, sempre haverá espaço para aprender e melhorar o que escreve, leia muito e procure também técnicas de escrita, melhorei muito depois que pesquisei as técnicas!

Muito obrigada a você, Adriana Marinho, por essa oportunidade de responder essa entrevista, foi muito divertido e interessante! Espero que todos os leitores do blog gostem dessa entrevista e de todas as outras que virão!



EU: Eu é que agradeço a oportunidade que você nos deu para que os nossos leitores pudessem te conhecer melhor. Obrigada Marília, e conte sempre com este espaço para divulgar o seu trabalho.